DIA DO BAIÃO

Gilberto Gil (que aliás completou 76 anos esta semana!) postou agora há pouco no seu Facebook uma homenagem ao Dia do Baião, que é comemorado hoje.

“O Baião é um dos gêneros de música brasileira que constitui um dos pilares para o cenário da MPB atual. Virou uma dinastia. Vamos celebrar o dia do Baião!” (link para o post aqui)

Junto com o texto, ele postou este vídeo, onde toca uma música de Luiz Gonzaga, ao lado do mestre Dominguinhos e outros ótimos músicos brasileiros.

O baião hoje é admirado no mundo todo. Neste outro vídeo, a banda americana Snarky Puppy toca a música “Tio Macaco”, com participação do percussionista brasileiro Julio Pimentel. (no pandeiro)

Pra fechar, uma playlist no Youtube com o show do Gilberto Gil completo (o mesmo show da música postada hoje por ele, foi gravado no Retiro dos Artistas, RJ, 2010) Nesse show tem mais baião e em outros posts recentes aqui do blog também (títulos aqui ao lado direito da página)

 

DOMINGUINHOS, 5 ANOS

Sábado agora, dia 23/06, completa 5 anos da morte de Dominguinhos. Vou postar aqui uma playlist do documentário que foi feito um ano antes, com a participação do próprio, além de nomes como Lenine, Gilberto Gil, Djavan, Yamandu Costa e muitos outros. (clica no play pra ver tudo na sequência ou na seta no canto superior direito pra escolher um dos vídeos pra assistir)

Fazer o documentário foi uma iniciativa da cantora Mariana Aydar, grande admiradora e seguidora de Dominguinhos. Pra quem tem acesso ao Canal Bis (pela NET, SKY ou Globosat) pode assistir a um especial que Mariana gravou junto com o sanfoneiro Mestrinho, clicando AQUI ou copiando este link:

https://globosatplay.globo.com/bis/v/4535746/

Outro grande registro de Dominguinhos é o show em duo com Yamandu Costa, no Auditório Ibirapuera, São Paulo. No youtube é possível assistir ao show inteiro, aqui destaco apenas uma música, pra fechar o post:

HERMETO

Hermeto Pascoal, no auge dos seus 81 anos, acaba de lançar um disco chamado Hermeto Pascoal e Sua Visão Original do Forró (leia uma matéria falando sobre o disco AQUI). Abaixo a entrevista que ele deu recentemente no programa Um Café Lá Em Casa, do Nelson Faria, já citado aqui outras vezes =] E logo em seguida o link pra ouvir o disco no Spotify.

 

TIM MAIA CAI NO FORRÓ

Outro dia estava trocando de rádio e apareceu o Tim Maia cantando um baião bem estilo Luiz Gonzaga, com triângulo, sanfona e zabumba. Achei legal, normalmente as rádios e canais de TV só lembram do Tim Maia com as mesmas músicas. Você é algo assim, é tudo pra mim, descobridor dos 7 mares, do Leme ao Pontal… rs

Aí lembrei de uma outra música dele que puxava pro forró. Fui pesquisar e encontrei mais algumas! Então esse post é só pra isso, pra reunir 5 músicas com o Tim Maia caindo no forró. =D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Essa última é um baião mais lento, um baião mais camuflado, porque não tem o triângulo marcando o tempo (uma das características mais marcantes) É a música Nanã, do Moacir Santos, coincidentemente tema do último post.

 

 

LAMENTO

No último post coloquei um vídeo do Jacob Collier tocando a música Lamento Sertanejo, parceria do Dominguinhos com o Gilberto Gil.

Então lembrei de algumas versões que vi desta música.

A cantora cabo-verdiana Mayra Andrade, com Yamandu Costa e Hamilton de Holanda (com o próprio Dominguinhos assistindo)

Os dois autores juntos na gravação de um DVD do Gil em 2010.

Aqui uma garota americana toca e canta (com uma bela pronúncia do português) Lamento Sertanejo no projeto Sofar Sounds.

Uma versão instrumental, com Nelson Faria e Marcelo Caldi, no programa UM CAFÉ LÁ EM CASA, que Nelson apresenta no Youtube. (para assinar o canal clique no link)

E uma boa versão também instrumental é a do próprio Jacob Collier com o brasileiro Michel Pipoquinha. Essa dá pra ver no último post, logo abaixo deste. 🙂

Pra terminar, uma versão do grupo Djumbai, que é composto por um brasileiro, um argentino e um africano (Guinea-Bissau):