ROMERO LUBAMBO

É tanta coisa pra falar sobre este grande ídolo da música instrumental brasileira que não sei nem por onde começar. rs

Já sei, vou começar do hoje pra trás, mesmo sabendo que não vou conseguir escrever um post à altura da importância e da relevância do Romero.

Acabou de sair o disco “At Play” do Romero Lubambo com outros grandes, enormes, gigantes nomes da música brasileira. O pianista Helio Alves, o baterista Edu Ribeiro e o baixista (que no caso não é brasileiro, mas americano) Reuben Rogers.

Segue o link do disco no Spotify.

A faixa 3 se chama “Pro Romero”. Se trata de uma composição da pianista Débora Gurgel, em homenagem ao Romero, claro. 🙂 Abaixo o vídeo da versão original da música, gravada pelo DDG4 (Dany & Débora Gurgel Quarteto, a Dani é a filha da Débora, vocal do grupo. O baixista é o Sidiel Vieira e o batera é o Thiago Rabello – só fera)

Agora e versão do próprio Romero (que está no disco, linkado acima, mas segue o link do Youtube tbm)

Eu poderia falar e linkar mais trocentas coisas maravilhosas do Romero (rs) mas vou fechar com o disco Duo, que ele gravou em parceria com Cesar Camargo Mariano em 2005. Um clássico. ❤

O CAETANO DESTE ANO

Caetano Veloso acaba de lançar um disco apresentando o clarinetista baiano Ivan Sacerdote. Um grande talento da música instrumental brasileira, que também toca na banda da cantora Rosa Passos. Algumas músicas deste disco foram gravadas em uma sessão na sede da VEVO, em Nova York. (como este vídeo abaixo)

Eles escolheram incluir no disco apenas músicas compostas por Caetano Veloso. Como é explicado nas matérias linkadas abaixo. Os dois links são de notícias falando sobre o lançamento do disco. O segundo tem uma entrevista também:

Portal G1

Rádio D24

Link para ouvir o disco no Spotify:

E fiz uma playlist intercalando músicas gravadas neste disco com versões mais antigas das mesmas músicas. (Gravadas pelo Caetano ou por outros como João Gilberto ou Gal Costa)

CASSIANO!

Ontem foi aniversário do cantor Cassiano! Pra quem não lembra quem é, é o Genival Cassiano dos Santos. OK, isso não ajudou nada! rs Cassiano foi um grande talento da música. Sua maior atividade foi ao lado do Tim Maia, foi produtor e arranjador, “rato de estúdio”, como os músicos dizem. Compositor de músicas como “Amo Você”, “A Lua e Eu” e outras bem conhecidas. Ele está fazendo 76 anos e no Brasil pouquíssima gente fala dele.

Vou deixar aqui a música “Know-How” gravada por Cassiano e Ed Motta num disco de 1990. E em seguida, o link para ouvir este disco inteiro, que tem participações de Marisa Monte, Djavan, Cláudio Zoli, Sandra de Sá e outros.

 

GILBERTO GIL!

Ontem Gilberto Gil fez aniversário. Completou seus 77 anos. Duas semanas atrás foi o seu ídolo João Gilberto, que fez aniversário. Completou 88 anos. Os dois nasceram na Bahia, os dois são grandes gênios da música brasileira.

Vou postar aqui o disco “Gilbertos Samba” que o Gil gravou em homenagem ao João. Neste disco Gil toca só músicas que foram gravadas (e eternizadas rs) pelo mestre João.

Depois do disco, vou colocar uma playlist que fiz misturando as versões originais do João com essas regravações do Gil. Faixa a faixa. Tipo João tocando a música X, Gil tocando a música X. E assim por diante, vocês entenderam. rs

Pra terminar, um vídeo promocional do lançamento do disco Gilbertos Samba.

QUE DISCO!

Este post é inteiramente dedicado a um disco do Paul McCartney lançado em 2005. O disco se chama Chaos and Creation in the Backyard. (Leia sobre o disco no Wikipédia clicando aqui)

“Seguindo a estética de seus primeiros projetos solo, Paul McCartney optou por não trabalhar com uma banda completa no disco, e ficou responsável pela execução de todos os instrumentos. Musicalmente, segue as tendências mais introspectivas do músico apresentadas desde Flaming Pie (1997), mas com arranjos mais calmos que seus antecessores. Uma das influências para o disco foi a morte de George Harrison em 2001, que inspirou a escrever “Friends to Go”. A capa do álbum é uma fotografia da esposa Linda McCartney, que mostra Paul no quintal de sua família tocando violão.”

Ouça no Spotify:

 

RAPHAEL RABELLO

O leitor Chosnofer (E blogueiro veterano – o link para o blog de fotografias dele está no nome) comentou no último post sobre o disco do Yamandu com o Paulo Moura.

Fui ouvir e lembrei de outro, do Paulo Moura com o Raphael Rabello (31/11/62 > 27/04/95)

Aqui um vídeo curto feito pelo Nexo Jornal, falando sobre a admirável história do prodígio Raphael Rabello.

E abaixo um disco feito em homenagem a Raphael Rabello. Um Abraço no Raphael Rabello, com participação de vários amigos (e fãs) como Rogério Caetano, Alessandro Penezzi, Hamilton de Holanda, Maurício Carrilho, Marco Pereira, Cristóvão Bastos, Yamandu Costa, entre outros (se bem que eu citei tantos que acho que só sobraram outros 2 rs)

Raphael Rabello no Programa Ensaio – TV Cultura (1993)

 

YAMANDU E HERZ!

Ricardo Herz é um violinista paulistano que estudou jazz e música clássica nos Estados Unidos e na França pra depois aplicar toda técnica em ritmos brasileiros. Recentemente, gravou um disco em parceria com o violonista Yamandu Costa. E violinista e o violonista, violino e violão.

Abaixo, uma matéria no programa Metrópolis onde eles tocam a música El Negro Del Blanco, do Yamandu, e conversam um pouco com o apresentador Cunha Jr.

Aqui os dois tocam juntos a música “Mourinho”, neste show do Sesc Pompeia que o Cunha Jr. comentou na matéria.

Aqui o Ricardo toca sozinho a música “Odeon”, clássico do choro, composição de Ernesto Nazareh.

E finalmente o link para ouvir no Spotify este novo disco dos dois =D Excelente disco!

 

 

JOINED

A ideia do Joined surgiu no festival de jazz de Trancoso, na Bahia. Lá o pianista, compositor e arranjador Cesar Camargo Mariano conheceu 3 músicos clássicos, dois alemães e um francês. Do encontro, nasceu uma amizade. Com a amizade, Cesar se sentiu à vontade pra sugerir a ideia da parceria. Um disco, um show, quem sabe um DVD. Os 3 aconteceram. O show, aliás, aconteceu em diversas partes do mundo. E foi um dos lançamentos mais elogiados do ano passado, com indicação ao Grammy e tudo.

Abaixo o teaser do projeto, com trechos de algumas músicas.

Nessa matéria, o próprio Cesar fala um pouco do Joined:

Uma obra prima. 🙂 Clique no PLAY abaixo para ouvir o disco no Spotify:

Cesar Camargo Mariano (piano, arranjos e produção)
Rüdiger Liebermann (violino)
Walter Seyfarth (clarinete)
Benoit Fromanger (flauta)
Conrado Goys (violão)
Sidiel Vieira (baixo)
Thiago Rabello (bateria)

Para comprar o DVD:

BRASIL
Loja Tratore: https://tinyurl.com/kh9cye6
Livraria Cultura: https://tinyurl.com/lugp6ol
Livraria Saraiva: https://tinyurl.com/maltmmh

JAPÃO
Taiyo Records: http://taiyorecord.com/?pid=115474338

Clique AQUI e leia a excelente coluna do produtor musical Cássio Laranja sobre o disco Joined e também sobre o livro de memórias do Cesar. 

 

DIA DA ÉLIS

Hoje a cantora Elis Regina faria 73 anos. Ou a ÉLIS, como carinhosamente chamava o colega e ídolo Tom Jobim. Aqui ela canta uma música de Tom, Águas de Março.

E vale sempre escutar o clássico disco Elis & Tom, que marca o encontro em estúdio de Elis Regina, Tom Jobim e Cesar Camargo Mariano, então marido de Elis, que produziu e fez os geniais arranjos do disco.

A oportunidade de gravar um disco com Tom foi um presente da gravadora Philips pelos 10 anos de contrato de Elis. Clique no play e ouça essa maravilha aqui:

 

CLIPE NOVO

Hoje nas timelines da vida, todo mundo falando sobre o clipe novo da Anitta. Mas, mudando de assunto, (rs) quem também acaba de lançar um clipe novo é o João Bosco. 🙂

A música se chama “Ultra Leve”, a composição é uma parceria com o Arnaldo Antunes e a gravação é uma parceria com a sua filha, Julia Bosco.

 

Agora o clipe da Anitta rs

 

 

Voltando pro João Bosco e finalizando o post, a música está no disco novo que se chama “Mano que Zuera”. Segue aí o link pra escutar no Spotify.