HERMETO

Hermeto Pascoal, no auge dos seus 81 anos, acaba de lançar um disco chamado Hermeto Pascoal e Sua Visão Original do Forró (leia uma matéria falando sobre o disco AQUI). Abaixo a entrevista que ele deu recentemente no programa Um Café Lá Em Casa, do Nelson Faria, já citado aqui outras vezes =] E logo em seguida o link pra ouvir o disco no Spotify.

 

PEDRO MARTINS

Este post é pra falar rapidamente do guitarrista brasileiro (e brasiliense) Pedro Martins, que está com 24 anos e já rodou o mundo tocando. Já conheceu e já subiu no palco com grandes nomes que não vou ficar citando aqui pra não virar textão. Mas quem se interessar clica AQUI e dá uma olhada na biografia do rapazote.

Tem muitos vídeos dele no Youtube, mas um que eu destaco aqui (ou dois, no máximo rs) é tocando no Festival Choro Jazz, junto com o baixista Michael Pipoquinha. (veja do minuto 9:00 a 10 ou 11 rs)

 

 

 

Um outro vídeo é a participação no programa Casa do Som, onde ele conta um pouco da sua história e toca um pouco da sua guitarra.

 

 

E abaixo o link pra ouvir no Spotify um disco que ele gravou em 2015 com o também guitarrista Daniel Santiago!

 

Este post vai ser editado daqui alguns dias, porque acabo de descobrir que o Pedro está gravando o programa Um Café Lá Em Casa, do Nelson Faria. Com certeza a entrevista vai ficar legal pra complementar aqui 🙂

>> Chegou o dia de editar o post! =D Segue a entrevista do Pedro no programa do Nelson:

 

RAPHAEL RABELLO

O leitor Chosnofer (E blogueiro veterano – o link para o blog de fotografias dele está no nome) comentou no último post sobre o disco do Yamandu com o Paulo Moura.

Fui ouvir e lembrei de outro, do Paulo Moura com o Raphael Rabello (31/11/62 > 27/04/95)

Aqui um vídeo curto feito pelo Nexo Jornal, falando sobre a admirável história do prodígio Raphael Rabello.

E abaixo um disco feito em homenagem a Raphael Rabello. Um Abraço no Raphael Rabello, com participação de vários amigos (e fãs) como Rogério Caetano, Alessandro Penezzi, Hamilton de Holanda, Maurício Carrilho, Marco Pereira, Cristóvão Bastos, Yamandu Costa, entre outros (se bem que eu citei tantos que acho que só sobraram outros 2 rs)

Raphael Rabello no Programa Ensaio – TV Cultura (1993)

 

YAMANDU E HERZ!

Ricardo Herz é um violinista paulistano que estudou jazz e música clássica nos Estados Unidos e na França pra depois aplicar toda técnica em ritmos brasileiros. Recentemente, gravou um disco em parceria com o violonista Yamandu Costa. E violinista e o violonista, violino e violão.

Abaixo, uma matéria no programa Metrópolis onde eles tocam a música El Negro Del Blanco, do Yamandu, e conversam um pouco com o apresentador Cunha Jr.

Aqui os dois tocam juntos a música “Mourinho”, neste show do Sesc Pompeia que o Cunha Jr. comentou na matéria.

Aqui o Ricardo toca sozinho a música “Odeon”, clássico do choro, composição de Ernesto Nazareh.

E finalmente o link para ouvir no Spotify este novo disco dos dois =D Excelente disco!

 

 

LANÇADO HOJE!

Black Bossa. É o nome do EP lançado HOJE pelo músico paulistano Alexandre Basa nas plataformas digitais.

Uma das músicas gravadas foi April Child, do compositor e maestro pernambucano Moacir Santos, já citado neste blog em outras ocasiões.

Esta música já teve diversas regravações pelo mundo todo. Neste vídeo podemos ver April Child tocada pela banda do grande violonista Chico Pinheiro, acompanhada da cantora Tati Parra.

A versão do Basa (lançada hoje rs) teve um arranjo mais atual, dançante, foi mais puxada pro Samba Rock. Fiz uma playlist no Spotify começando com a versão dele e seguindo com outras gravações de April Child, de intérpretes brasileiros e estrangeiros.

Tem Gilberto Gil, Leo Gandelman, Marco Pereira, Maucha Adnet (tia de Marcelo Adnet), Cesar Camargo Mariano, Joyce, entre outros. A playlist está logo aqui embaixo. É só clicar no play. (Se não tocar no seu computador ou celular, tente neste LINK)

 

 

YAMANDU E PENEZZI

Quebranto.jpg

Nos dias 18 e 19 de novembro tem apresentação duo dos violonistas Yamandu Costa e Alessando Penezzi, no Sesc Pompeia, São Paulo. (ingressos aqui)

Essa é a capa do disco que os dois lançaram juntos este ano, “Quebranto”.

Texto do site do sesc:

O título do CD, “Quebranto”, vem de uma composição de Penezzi, que assim foi batizada por Yamandu. E gerou a ilustração de capa, resultado de uma pesquisa na obra do artista gráfico paulista Stephan Doitschinoff.

Depoimento do Yamandu:

“Esta capa é referente à linguagem latina de forma geral, uma linguagem cigana, mundana, e que tem a ver com o violão que a gente toca. Por isso nós acabamos chegando nesse nome, Quebranto, como se fossem os violões conquistando a mulher na roda de fogo, em um ambiente festivo, zíngaro, gitano”.

E os dois falando um pouco sobre o disco:

Escute o disco no Spotify:

 

GAROTO

O Sesc de São Paulo, em parceria com a Natura Musical, apresentou em 2016 o show 100 Anos de Garoto, o Gênio das Cordas, em homenagem ao grande músico brasileiro, Aníbal Augusto Sardinha, mais conhecido como Garoto. (mesmo que não tããão conhecido por todos)

Neste show participaram grandes músicos brasileiros, todos muito bem conceituados e todos muito fãs de Garoto. Entre eles, Yamandu Costa, Guinga, Paulo Belinatti, Caixa Cubo Trio, Benjamim Taubkin, entre outros.

Para nossa sorte, o show foi registrado e postado no Youtube, como parte do projeto, que também ganhou uma página no Facebook. Vale a pena assistir, curtir, prestigiar etc

Aqui o Yamandu Costa interpreta a música Nosso Choro, composta por Garoto em 1937.

E aqui mais uma com o Yamandu, tocando Lamentos do Morro, ao lado dos músicos Ari Colares, Noa Stroeter e João Fideles.

O show na íntegra pode ser visto nesta playlist do Youtube:

E neste outro vídeo o violonista Raphael Rabelo (Um dos grandes ídolos do Yamandu) fala sobre Garoto e sobre Tom Jobim, depois toca o choro composto por Tom em homenagem ao ídolo de todos os ídolos da música brasileira, Garoto. 🙂