ELIS, JOÃO E FILHOS

“Eu Hein, Rosa” – Composição de João Nogueira e Paulo César Pinheiro.

Aqui a versão original de João Nogueira (1974), depois a versão de Elis Regina (1979) e depois de alguns anos, uma nova versão cantada pelos filhos dos dois (2016). 🙂

João Nogueira (1974)

Elis Regina (1979)

Diogo Nogueira e Maria Rita (2016)

Bom pra assistir na sequência e celebrar este belo samba em tantas belas interpretações. =D

Pra fechar, um áudio de Elis falando no rádio sobre a música, sobre João Nogueira e também sobre um violonista chamado… Guinga.

BEIJA-ME #VERSÕES

O nome da música é Beija-me. Composição de Mário Rossi e Roberto Martins. O Zeca Pagodinho gravou em 2015, em um disco muito bom chamado “Acústico Gafieira”. Eu só conhecia esta versão, aí descobri uma gravação rara (e caseira) de 1958, com a mesma música interpretada por ninguém menos que João Gilberto. No arranjo de 2015 (De Rildo Hora, arranjador e maestro do Zeca) dá pra sentir uma certa influência da gravação caseira de 57 anos atrás? Eu acho que sim. Pensando que o Zeca foi com uma orquestra e o João Gilberto foi numa roda de amigos na casa de Chico Pereira. Dentro do João Gilberto também tinha uma orquestra. =D Taca o play, DJ

WONDERFUL

Duas versões da música ‘S Wonderful.

João Gilberto, 1977

 

Ellen Andersson, 2016

 

 

🙂

A música foi composta por George Gershwin em 1927.

Versão extra, Ella Fitzgerald e Sammy Davis Jr, 1964.

MAGIC! (#VERSÕES)

Duas versões da música “Every Little Thing She Does Is Magic”!

The Police, 1981

E Jacob Collier, 2018

Jacob Collier no Wikipedia: https://en.wikipedia.org/wiki/Jacob_Collier

Essa música está no disco Djesse (Vol 1). Um disco que certamente quem não escutou precisa escutar. (eu mesmo já escutei muito, mas sempre acho que preciso escutar mais rs)

Outro post deste blog sobre o gênio Jacob Collier: https://faiock.com.br/2017/08/21/jacob-collier/

 

AMY E OUTRAS VERSÕES

Will You Still Love Me Tomorrow é uma música de Carole King e Gerry Goffin. A versão mais conhecida hoje é uma gravação da Amy Winehouse. (vídeo no final do post)

Porém a música é beeem mais antiga. A primeira versão foi gravada pelo grupo The Shirelles (No ano de 1960)

Agora a própria Carole King cantando a música em 1971.

E Amy Winehouse, exatos 40 anos depois (2011)

YES, WE CAN

A música We Can Work It Out em 3 versões:

Beatles, 1965

Stevie Wonder, 2010 (Na Casa Branca. Obama e Paul McCartney na plateia)

Foi em uma cerimônia onde o Obama recebeu artistas na White House pra homenagear Paul McCartney (notícia com a descrição do evento aqui) Quando vi Paul e Obama assistindo e curtindo da planeia, pensei “Que legal! Receber o Paul McCartney na Casa Branca! O Trump não faria isso! Pra ele o Paul McCartney é irrelevante”.

Na mesma noite, Paul e Stevie tocaram juntos Ebony And Ivory, hit que gravaram juntos em 1982. (vou colocar no fim do post)

Coldplay, 2015 (Também foi em um evento com Paul na plateia)

>>>>>>>

LANÇADO HOJE!

Black Bossa. É o nome do EP lançado HOJE pelo músico paulistano Alexandre Basa nas plataformas digitais.

Uma das músicas gravadas foi April Child, do compositor e maestro pernambucano Moacir Santos, já citado neste blog em outras ocasiões.

Esta música já teve diversas regravações pelo mundo todo. Neste vídeo podemos ver April Child tocada pela banda do grande violonista Chico Pinheiro, acompanhada da cantora Tati Parra.

A versão do Basa (lançada hoje rs) teve um arranjo mais atual, dançante, foi mais puxada pro Samba Rock. Fiz uma playlist no Spotify começando com a versão dele e seguindo com outras gravações de April Child, de intérpretes brasileiros e estrangeiros.

Tem Gilberto Gil, Leo Gandelman, Marco Pereira, Maucha Adnet (tia de Marcelo Adnet), Cesar Camargo Mariano, Joyce, entre outros. A playlist está logo aqui embaixo. É só clicar no play. (Se não tocar no seu computador ou celular, tente neste LINK)