O COLECIONADOR DE MÚSICAS

O post hoje é sobre um poeta, um letrista. Um dos maiores letristas da música brasileira. Paulo César Pinheiro já compôs mais de 2 mil músicas, ao lado de parceiros como Tom Jobim, Pixinguinha, João Nogueira, Dori Caymmi, Lenine, Baden Powell e a lista é longa. A entrevista abaixo é uma boa apresentação do trabalho e da trajetória dele. Melhor que essa humilde apresentação que eu tentei fazer. rs

Abaixo alguns vídeos mostrando algumas das parcerias.

Boca de Siri (Chico Pinheiro/Paulo César Pinheiro)

Canto das Três Raças (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro)

Portela na Avenida (Mauro Duarte / Paulo Cesar Pinheiro) – Gravada por João Nogueira.

E essa outra se chama “Viagem”. É a primeira música que ele escreveu, quando tinha só 14 anos. (Quem canta aqui é Fabiana Cozza, a música começa aos 3:50)

Espelho (João Nogueira / Paulo Cesar Pinheiro) – Cantada aqui pelo filho de João, Diogo Nogueira.

Montei uma playlist no Spotify selecionando 14 músicas e citei as parcerias das autorias logo abaixo.

1. Cabrochinha (Maurício Carrilho / Paulo César Pinheiro)
2. Espelho (João Nogueira / Paulo César Pinheiro)
3. Desenredo (Dori Caymmi / Paulo César Pinheiro)
4. Candeeiro Encantado (Lenine / Paulo César Pinheiro)
5. Sagarana (João de Aquino / Paulo César Pinheiro)
6. Matita Perê (Tom Jobim / Paulo César Pinheiro)
7. Ingênuo (Pixinguinha / Paulo César Pinheiro)
8. Seu Ataulfo (Radamés Gnatalli / Paulo César Pinheiro)
9. Aviso aos Navegantes (Baden Powel / Paulo César Pinheiro)
10. Lapinha (Baden Powel / Paulo César Pinheiro)
11. Leão do Norte (Lenine / Paulo César Pinheiro)
12. Mãe-África (Sivuca / Paulo César Pinheiro)
13. Canto das Três Raças (Mauro Duarte / Paulo César Pinheiro)
14. Viver na Fazenda (Dori Caymmi / Paulo César Pinheiro)

A última da playlist é com um dos parceiros mais frequentes, Dori Caymmi (filho de Dorival Caymmi). Em 2015 Dori lançou um disco com essa e outras 15 músicas que celebram a longa parceria dos dois. Ótimo disco que eu também coloco aqui abaixo 🙂

Anúncios

ELIS & CARMINHO, BRASIL & PORTUGAL

Um dos discos mais clássicos da música brasileira é o Elis & Tom, lançado em 1974. Um disco idealizado pela Elis Regina, só com músicas compostas pelo Tom Jobim, e gravado pelos dois juntos. (Arranjado e produzido pelo então marido da Elis, Cesar Camargo Mariano) Só de colocar o disco aqui embaixo eu já não precisava falar mais nada.

Mas claro que vou falar alguma coisa rs Em dezembro de 2016 (42 anos depois) a cantora portuguesa Carminho também lançou um disco só com músicas do Tom, chamado Carminho Canta Tom Jobim. (Com participações de Marisa Monte, Maria Bethânia e Chico Buarque)

carmino - chico buarque2.png

Neste disco, algumas músicas do Elis & Tom são revisitadas. E achei interessante alinhar as interpretações da Elis e da Carminho, tipo um eixo Brasil-Portugal (Ou um eixo 1974-2016, Carminho nasceu só em 1984, 10 anos depois da gravação de Elis & Tom!) Fiz uma playlist colocando em sequência as músicas que as duas gravaram:

Pra fechar o post, o clipe da música Estrada do Sol, que Carminho gravou com sua amiga brasileira Marisa Monte.

NA ROÇA, NA CHUVA, NA FAZENDA…

Esse post é pra citar uma música do Dori Caymmi, filho do Dorival Caymmi, chamada Viver na Fazenda. A música tem letra do Paulo César Pinheiro e tem também um significado especial, pois foi feita quando o Dori decidiu se mudar de Los Angeles para a região serrana do estado do Rio de Janeiro.

O motivo foi uma “saudade do mato”, da vida na fazenda, como a música fala.

 

 

 

Esse disco do Dori, aliás, é muito bom! Aqui uma entrevista onde ele falou um pouco sobre o disco, sobre a mudança pro Brasil e sobre o momento atual. (e mais uma aqui, não consegui decidir uma das duas matérias pra linkar rs)

Aproveitando o tema, lembrei de uma música da Mônica Salmaso, que está no disco Iaiá, de 2004.

 

E abaixo a versão original dessa música, do sambista Xangô da Mangueira.

 

 

Pra terminar, um vídeo onde o Dori Caymmi canta, ao lado dos parceiros Renato Braz e Zé Renato, a música Desenredo, que é uma homenagem à Minas Gerais, composição dos parceiros de longa data, Dori e Paulo César Pinheiro. (em breve um post dedicado ao trabalho dele, PC Pinheiro) 🙂